Monday, 30 March 2009

Carol Entrevista: Cintia

A entrevista de Hoje é com a Cíntia. Brasileira casada com um Paquistânes e que mora em Lahore:



A quanto tempo está no Paquistão? 2 anos

Já pagou algum mico? Não. O marido, as cunhadas e a sogra estao sempre me guiando

O que mais gosta? Eu gosto do umair, minha unica razao d estar aqui. amooooooooooo

Sabe fazer os pratos típicos? Qual? ixiii, next?? rsss (n sei,n. sou uma negacao na cozinha! e ainda por cima a maioria dos pratos eles usam frango e mutton, e eu n como)

Quais cidades já visitou? Moro em lahore,conheci islamabad e murree

Tem filhos? Nasceram no Paquistão? Como foi? Tenho uma filha nascida no paquistao. foi dificil achar uma medica e um hospital q me agradassem, mas acabei encontrando e deu td certo. Minha sogra me ajuda bastante, mas eles tem um jeito estranho d cuidar dos bebes. Por exemplo, as paquistanesas acham linda a cabeca do nenem ser achatada, entao desde q nascem, apertam a cabecinha da crianca na testa, e ao inves d travesseiro macio, eles apoiam a cabeca num pedaco duro d madeira... td mundo q vem visitar a minha filha fica d olho p ver se a forma da cabeca esta "boa" (d acordo c o padrao d beleza aqui) e assim julgam se a crianca esta sendo bem cuidada ou nao. outra coisa q ao embalar o nenem p fazer dormir, os "tapinhas" nas costas nao sao nada delicados, e o + incrivel eh q a crianca dorme mesmo!! tadinha das criancinhas, mas p eles isso eh sinonimo d cuidado. vai entender...

Prentende morar ai para sempre? Sim, mas n mudo o pensamento d q um pais neutro seria o ideal.

Como é a familia dele? Como te tratam? Moro com meus sogros, e n posso me queixar pq me tratam super bem. O sogro me elogia p td mundo J e a sogra me enche d presentes. As minhas cunhadas moram fora (uma no japao,outra em dubai). Qdo elas vem visitar ficam mais d um mes, e sempre trazem + presentes p mim q p o Umair rs, e me ajudam nas compras, na producao (qdo tem alguma festa ou evento p ir), e no q precisar. Alem disso, sou apegada demais aos meus sobrinhos (2 meninas e 1 menino) eles tbm me adoram e a gente se diverte muuuuito! Mas no modo de vida paquistanes ha interferencia da familia toda p td e qqr coisa, entao as vezes sinto falta d certa liberdade.

O que mudaria no Paquistão? Se eu pudesse mandava limpar esse paquistao d ponta a ponta rss acho td tao sujinho! as ruas, os restaurantes, em td lugar.
mudaria tbm o pensamento dessa sociedade completamente machista.

Obrigada Cíntia! Adorei
Sobre a cabeça dos bebes eu não sabia.. fiquei chocada...

8 comments:

Marina said...

adorei a entrevista e conhecer mais gente que topou ir para um país diferente atrás do maridão eehehehe


Ela parece ser bem tranquila quanto a morar lá e muito legal que a família do marido a trata tão bem, pois isso é preciso quando deixamos tudo e vamos para tão longe...

Mariachiquinha said...

Concordo com a Marina.

Mas assim, que estranho isso da cabeça do bebe. Eu sei que por serem muçulmanos eles costumam rapar a cabeça do bebe, agora apertar também para moldar... muito estranho. Vai entender essas diferenças culturais.

Annah said...

Massa essa entrevista, mas báh carol ducéu tbm me imprecionei com essa da cabecinha dos nenens, Jamais conseguiria fazer isso, independete de mudar meus costumes, acho que seria A COISA que eu não faria por custume algum.
No mais gostei de tudo ;)
Cintia já está adaptada lá pelo visto.
Muito bom saber mais;)

Carol by Carol said...

nossa.. ai meninas, não vou deixar fazerem isso com meus babes que ainda num tenho hauhauhauhau
minha mãe sempre me ensinou como moldar a cabecinha de um bb, ela disse que cuidou mto, mudando de posição, e tb o umbigo, para que não ficasse para fora...
eles que venham com essa idea de meter o dedão na cabeça dos meus hijosss ahhhhh



OBS: o Blog está mto fraco de comments.. será que os assuntos estão ruins?

Mariachiquinha said...

O blog não está com temas ruins.

Eu acredito que durante a semana os comentários diminuem porque muitas pessoas estão no corre-corre mesmo.E tem outras, muitas pessoas leem mas nã comentam.

Mas não esquenta porque quantidade nunca foi sinônimo de qualidade. E..., eu to sempre por aqui :)

Carol by Carol said...

Obrigadaaa mariachiquinha, tb estou sempre no seu =)

Mel said...

Bege bege com a cabecinha dos bebes.
Cintia tem muita sorte de ter uma familia legal que a trata bem,queria perguntar pra Cintia se eles nao quiseram raspar a cabeca da filhinha dela,eh um costume de algumas familias paquistanesas,eu quase infartei qdo um dia entrei no quarto e vi meu marido com a maquininha passando na cabeca da minha bebezinha carequinha.

تمارا said...

Tadim dos bebes o.O

eh.. rapar eu tbm ja vi.. mas agora moldar como se fosse 'cabeça barro' é mt estranho, num?

Followers

Blog Archive

Search This Blog

Loading...