Sunday, 22 March 2009

Lahore Resolution 1940/ Independência da Índia

Comemorações
A independência do Paquistão é na verdade comemorada no dia 14 de Agosto (da Inglaterra), porém Mariachiquinha me alembrou da data e fui pesquisar, até porque amore nem tocou no assunto, e esse tipo de data ele nunca esquece. Do dia 22 ao dia 24 é celebrado o começo da independência do Estado Único Indiano, que foi concluído em 1947 com a saída dos Britânicos.


Por isso eu digo, tenho orgulho de ser quase Paquistanesa, ôo povo batalhador, patriota, lutador! Um amor à Pátria! Que coisa linda! Se aqui se pinta o rosto é quando tem copa...

Aqui nem quase mais se comemora a independência do Brasil num? Você pergunta quando é??? Poucos sabem das datas e feriados do país, e se sabem é porque vai viajar...

March 23, 1940: The Lahore Resolution
"The people of Pakistan celebrate the 23rd of March, every year, with great zeal and enthusiasm, to commemorate the most outstanding achievement of the Muslims of South Asia who passed the historic Pakistan Resolution on this day at Lahore in 1940."


In the words of Quaid-i-Azam: "Hindus and the Muslims belong to two different religions, philosophies, social customs and literature. They neither inter-marry nor inter-dine and, indeed, they belong to two different civilizations that are based mainly on conflicting ideas and conceptions. Their concepts on life and of life are different. It is quite clear that Hindus and Muslims derive their inspiration from different sources of history. They have different epics, different heroes and different episodes. Very often the hero of one is a foe of the other, and likewise, their victories and defeats overlap. To yoke together two such nations under a single state, one as a numerical minority and the other as a majority, must lead to growing discontent and final destruction of any fabric that may be so built up for the government of such a state".

Commonly known as the Pakistan Resolution (help: Wikipedia)
was a formal political statement adopted by the Muslim League at the occasion of its three-day general session on 22–24 March 1940 that called for greater Muslim autonomy in British India. This has been largely interpreted as a demand for a separate Muslim state, Pakistan.

The 1940 resolution nowhere mentioned Pakistan and in asking for 'independent states' the spokesmen of the League were far from clear what was intended

Os muçulmanos do subcontinente começam a reivindicar maiores direitos dentro do Império britânico a partir do início do século XX. Muhammad Ali Jinnah, considerado o pai do moderno Paquistão, funda em 1916 a Liga Muçulmana do Paquistão, que se alia aos nacionalistas hindus no combate à dominação britânica.
A aliança é rompida na década de 20, com os primeiros choques entre as duas comunidades nativas. Em 1940, a Liga propõe pela primeira vez a constituição de um Estado separado da Índia.


Com a saída dos britânicos da Índia, em 1947, eclodem violentos confrontos entre hindus e muçulmanos. O resultado são os maciços deslocamentos populacionais na região: hindus que habitavam o vale do Indo e Bengala Oriental (atual Bangladesh), áreas majoritariamente muçulmanas, emigram aos milhões para o norte da Índia, enquanto os muçulmanos lá residentes fogem na direção oposta. A Índia foi dividida em governos autônomos, Paquistão e Índia. O Paquistão tornou-se república em 1956, tendo se formado por duas grandes áreas muçulmanas, uma no nordeste e outra no noroeste.

A Guerra Fria acirra o conflito indo-paquistanês na década de 50 – o Paquistão alia-se aos EUA e a Índia, aos soviéticos. (eu disse EUA)


Em 1947, a Índia foi dividida em governos autônomos, Paquistão e Índia. O Paquistão tornou-se república em 1956, tendo se formado por duas grandes áreas muçulmanas, uma no nordeste e outra no noroeste.

O Paquistão tem um governo militar desde outubro de 1999, após a derrubada do governo civil que tinha perdido apoio público.

1947 - Com a partilha da Índia, são criados os estados do Paquistão Oriental e Ocidental. Milhares morrem em decorrência da violência que se espalhou e outros tantos ficaram sem teto. Em 14 de agosto, Muhammad Ali Jinnah, líder absoluto dos muçulmanos na Índia britânica, assume o cargo de governador geral do Paquistão. Ele lutou junto com Gandhi, representando os muçulmanos contra os ingleses.

7 comments:

Annah said...

Óh feriadão!!hehehe bora pra praia. hihihi
Verdade, nosso país não é mais patriota, com o tempo se perderam muuuuitos valores, tenho 19 anos e sinto grandes diferenças de 15 anos atrás pros dias de hoje, mudanças regressivas ocorreram aqui.
Penso que os jovens de hoje não tiveram uma conduta como os jovens de antigamente.



Adoro saber mais do Paquistão ;)

Abraçp

Carol by Carol said...

com certeza Annah!
há alguns atrás ainda tinhamos o hino cantado nas escolas, fanfarras no dia da independência.. eu mesma participava
hj em dia tem funk...
opaaaaaaa

Mariachiquinha said...

Tia Carol também é cultura.:)

Acho super válido o tema, até porque indianos e paquistaneses estão na moda e poucos sabem sobre esses países.

Quanto ao nosso 7 de Setembro, faz tempo que na minha cidade é quase assistir aos desfiles virou uma questão de riscos. Todo ano é a mesma coisa, sai um brigueiro. :P

Carol by Carol said...

num sei se eu teria coragem de assistir um desfile no pak.. num pq sae um brigueiro com ai.. mas pq sae um bombardeiro mesmo, sabe-se Deus

Scarassatti said...

Nem parece que há um Padovezi escrito por ai nas entre linhas.

Forte abraço!

Se um dia vc passear nos EUA e ver que uma grande quantidade de médicos é indianos e ou paquistaneses.. talvez pense diferente.

Scarassatti.
Queria eu ser um capo!

Carol by Carol said...

Scarassatti
eh realmente alguns saem de suas terras e passam a ver o mundo de outra forma, aprender que o pais deles não é mais um mundinho, mas mesmo assim muitos não perdem seu patriotismo, ja outros nunca querem voltar a suas origens

Maria do Carmo said...

Oi Carol...

Eu quis comentar sobre a Independência do Paquistão...

O nosso povo perdeu a sua consciência de patriota, para nós ser patriota é ir nos dias de eleições votar logo cedo e ter o restante do dia para "descansar", ou senão se for um feriadão, votar e curtir a praia... Eu também sou do tempo em que se cantava o Hino Nacional... Hoje nem se sabe qual é a sua letra...
Mas enfim, ainda temos um país em que se tem uma liberdade que em outros é simplesmente um desejo de tê-la...
Um beijo a todos....

Followers

Blog Archive

Search This Blog

Loading...