Sunday, 31 May 2009

Fulla da Vida!

Fulla -a Barbie do Oriente =) pensou o que?
A boneca americana Barbie ganhou uma rival muçulmana. Fulla vem em uma caixa parecida e tem mais ou menos o mesmo tamanho, mas é criada dentro dos "valores muçulmanos", como descreve seu criador. A boneca vem com véu e hijab (um vestido usado por muçulmanas por cima das roupas que cobre o corpo e deixa o rosto e as mãos de fora), além de um tapete para orações, cor-de-rosa.
Alguns pais que não comprariam uma Barbie para as filhas, estão comprando fullas e a boneca é a mais popular nas lojas egípcias.

"Ela é honesta, amorosa, carinhosa e respeita seus pais", descreve Abidin.
Fulla é solteira e não há planos de lançar um namorado para ela, como Ken, ex-namorado de Barbie.
Mas ela vai ser uma mulher de carreira: Fulla Médica e Fulla Professora são os próximos lançamentos da marca. As duas profissões são consideradas respeitáveis para mulheres no mundo muçulmano.
Com olhos escuros, pele "cor de oliva", formas mais modestas como o busto menor e, claro, o hijab no lugar da luxuriante cabeleira loira, Fulla tem o mesmo tamanho e peso da concorrente ocidental, além de faturar quase o mesmo no mercado mundial.
"Quase convencida de que a boneca honesta, preocupada e carinhosa, que ama e respeita seus pais teria uma imagem mais adequada à idade das crianças que brincam "de barbie" (oh, sim, a loira da Mattel parece uma devassa ao lado da Fulla), comecei a levantar a sobrancelha com frases do tipo "... sabe se comportar em público, nunca deixando cabelos, ombros, pernas ou braços à mostra" ou "Ela não tem nem nunca terá um namorado, porque isso não é um valor árabe, meninas árabes não namoram.". Enquanto Barbie pode exercer uma gama enorme de profissões, Fulla não tem muitas ocupações, fora fazer compras, passar o tempo com as amigas, cozinhar, ler ou rezar no seu tapetinho de oração rosa "opcional"."
A "Polícia Religiosa" da Arábia Saudita vem banindo já há tempos Barbie, a "boneca judia" das prateleiras, porque "suas roupas e postura indecentes são um símbolo de decadência do ocidente pervertido". Mas nem todo mundo (árabe) aprova a influência da boneca, como a escritora egípcia Nawal El Saadawi: "por apresentar a mesma idéia irreal de beleza, como a Barbie... É tudo parte da superficial luta contra a cultura ocidental... toda essa conversa sobre a "islamização" versus "ocidentalismo" vem abaixo, como farinha do mesmo saco. Não importa se a boneca vem seminua ou se ela usa um véu, o fato é que ambas apresentam uma imagem na qual as mulheres se espelham."






The "Islamic doll"- as it was called- Fullah is taking the place of the American doll Barbie in the hearts of Arab and Muslim girls. Arab fathers and mothers, as well as educators are jubilant that a doll with dark Arabic features and ethics - some Fullah dolls put veils- are sweeping away the "damaging influence" of the Barbie doll, which is looked at as a symbol of western imperialism and deterioration of morality.

"I want my daughter to respect all cultures and people, and be a proud Jordanian citizen with a mixed lineage, and the wise thing is to keep children out of the stupidity of the adults who are engaging in the clash of civilizations between the west and Islam. Fullah and Barbie should be two sisters in a family of many colors of faces, hairs and diversity of dresses and languages. "

Fulla em versao Desenho, super fofa







5 comments:

Iseedeadpeople said...

Carol, migrei o blog!!! Pode me linkar de novo!!!!



http://szej.wordpress.com

Beijo!!!

Mariachiquinha said...

Eu queria uma Fulla!

"Enquanto Barbie pode exercer uma gama enorme de profissões, Fulla não tem muitas ocupações, fora fazer compras, passar o tempo com as amigas, cozinhar, ler ou rezar no seu tapetinho de oração rosa "opcional"."

As pessoas geralmente gostam de limitar a mulher árabe muçulmana a uma bonequinha de luxo, fútil, e consumista.

Respeitar a familia não faz mal a ninguém, bem como preservar seu corpo. Se desde pequenas, as meninas ocidentais fossem educadas com um pouquinho mais de resguardo, não haveria grande numero de gravidez indesejada, dsts, abortos, abuso sexual, etc..

Não é ser moralista, apenas acho que um pouco de limite não faz mal a ninguém.

Mel said...

queroooooooooo,onde eu acho um fulla pra comprar?????

Carol by Carol said...

tb queria uma, procurei tanto no pak mas num achei, so tinha tamanho gente,, num cabia na mala

Cammy said...

Eu preciso de uma Fulla em minha vida...ah que linda, me identifico!

Beijos x:*******

Followers

Blog Archive

Search This Blog

Loading...