Sunday, 25 January 2009

Enquanto isso no Paquistao

Noticias:
Em Karachi, simpatizantes do partido islâmico Jamaat-e-Islami protestam contra os ataques norte-americanos em região do Paqusitão próxima ao Afeganistão, encarados como "primeiro presente" de Obama ao país. Milhares de paquistaneses foram às ruas contra os ataques que mataram 22 pessoas no dia 23/1.




Embaixador paquistanês recebe carta com ameaça

O embaixador do Paquistão na Índia, Shahid Malik, recebeu uma carta ameaçando-o de morte caso não deixe o país vizinho, informou neste domingo uma fonte da representação diplomática paquistanesa.

A carta, de três páginas, faz referência ao envolvimento de paquistaneses no massacre terrorista de Mumbai, ocorrido no fim de novembro do ano passado.

Além disso, intima Malik a deixar a Índia, sob o risco de o diplomata ter de enfrentar as "funestas consequências" de sua recusa em atender ao pedido, contou a fonte, citada pela agência Ians.

"O alto comissário (como são conhecidos os embaixadores nos países da Comunidade Britânica de Nações) recebeu uma carta anônima avisando que ele será assassinado se não deixar a Índia", disse a fonte, que preferiu não se identificar.

Aparentemente, a carta chegou há uma semana à representação diplomática paquistanesa em Nova Délhi. As autoridades do Paquistão pediram ao governo indiano proteção para seu embaixador e o reforço das "medidas de segurança".

A carta adverte que, se a ameaça não for levada a sério, "é 200% seguro de o enviado ser assassinado", segundo a Ians.

A ameaça é feita em meio ao aumento da tensão entre Índia e Paquistão, cujas relações voltaram a ficar estremecidas após os ataques que, no fim de 2008, mataram 179 pessoas em Mumbai.


Índia mata 2 supostos terroristas paquistaneses

Um grupo de unidades policiais antiterroristas matou neste domingo a tiros dois supostos terroristas paquistaneses nos arredores de Nova Délhi na véspera do Dia da República, no qual as medidas de segurança se extremam cada ano na capital indiana.

O subchefe do corpo policial antiterrorista (ATS, ma sigla em inglês) da região de Uttar Pradesh, Brij Lal, explicou que o tiroteio aconteceu às 2h15 (18h45 do sábado em Brasília) na localidade de Noida, nos arredores de Délhi.

"Os terroristas abriram fogo contra a unidade da ATS, que respondeu atirando. O motorista do carro perdeu o controle e se saiu da estrada. Durante o tiroteio, o oficial Vinod Kumar Singh ficou ferido", detalhou Lal, citado pelas agências Ians e PTI.

Os dois terroristas que conduziam o carro também ficaram feridos e foram levados ao hospital, onde morreram pouco depois.

A fonte policial identificou aos mortos como Abu Ismail, natural de Rawalkot, localidade da Caxemira paquistanesa, e Ali Ahmed, de Rahimyar Khan, situada no Punjab paquistanês, embora não tenha estabelecido vínculos com nenhum grupo terrorista concretamente.


Confrontos no Paquistão deixam 19 mortos em 4 dias


Pelo menos 19 pessoas morreram nos últimos quatro dias em confrontos entre um grupo fundamentalista armado e várias tribos locais da demarcação noroeste de Khyber, onde fica a principal passagem para o Afeganistão, informou neste sábado o canal privado Dawn.

Sete pessoas morreram por causa dos choques. Os confrontos se dão entre militantes do grupo sunita Ansar-ul-Islam e as tribos afridis de Mehboobul Haq e Bar Kambar Khel.

Segundo a rede de televisão, os confrontos ocorrem no vale de Tirah, uma zona fértil e montanhosa, de difícil acesso, muito próxima à capital da Província da Fronteira Noroeste (NWFP), Peshawar.

O vale de Tirah já foi palco de conflitos entre grupos tribais e quadrilhas criminosas, que lutam para obter o controle de uma zona estratégica próxima à estrada que leva à passagem de Khyber, pela qual centenas de caminhões e veículos passam para ir ao Afeganistão diariamente.



Fontes: Site Uol e Terra

No comments:

Followers

Search This Blog

Loading...