Tuesday, 23 June 2009

Violência Contra as Mulheres no Paquistão


Violência Contra as Mulheres no Paquistão

Existe Violência em todos os lugares, e contra a mulher tambem, mas quando se fala em um pais muculmano parece que ainda existe um certo preconceito, leiam:

A violência contra as mulheres no Paquistão continua sendo uma dolorosa realidade mesmo nos dias atuais quando na maioria dos países se luta pelos direitos das mulheres e todos os dias surgem novas leis como forma de assegurar as mulheres proteção e direito a liberdade. Denuncias acontecem diariamente, pois é comum vermos manchetes nas revistas e jornais do mundo inteiro a respeito do Mau trato Feminino, entretanto por mais que estas aconteçam e que para nós pareça um número significativo na realidade estas denuncias representam uma parcela muito pequena diante da enormidade do número de casos de violência contra as mulheres no Paquistão.

As Mulheres São Fortes, mas infelizmente nada podem diante desses abusos que representam uma das maiores marcas no país e o seu combate nem mesmo de longe tem acompanhado os esforços que as autoridades dizem vem sendo feitos no sentido de eliminar o terrorismo e acabar com a violência que grassa solta neste conturbado país com leis tão esdrúxulas. Enquanto nós nos sentimos orgulhosos da Beleza da Mulher Brasileira e fazemos uso de uns cem números de procedimentos estéticos com o uso de diferentes produtos como o Ácido Hialurônico para melhorar a aparência, na violência contra as mulheres no Paquistão, usam ácido para deformar-lhes o rosto principalmente.

Se você tiver oportunidade de fazer alguma viagem ao Paquistão talvez possa ver Pessoas com Partes do Corpo Bizarras e pode ter certeza de que tais deformações são causadas por atos de violência que são assustadores para qualquer um. Com certeza neste país pode se encontrar muita Mulher Bonita, porém elas são proibidas de mostrar o rosto ou o corpo e para isso usam a chamada burca que as cobre totalmente. A violência contra as mulheres no Paquistão toma diferentes formas pois as leis permitem a vingança dos homens em muitos casos e a desonra é um deles porém as vezes o simples fato de falar com um homem é considerado adultério e passível de punição inclusive com a morte.

A violência contra as mulheres no Paquistão é tradicional e muda as formas conforme os costumes de cada região, e assim lugares onde O Poder da Educação nesse sentido está muito distante e onde as mulheres são apedrejadas, são assassinadas ou simplesmente são casadas com o alcorão para que não possam se tornar herdeiras da família deixando todo o dinheiro para os homens, pois estes sim têm todos os direitos que são negados as mulheres e muitos mais uma vez que tem o direito de vida e de morte sobre suas esposas e outras mulheres da família. A violência contra as mulheres no Paquistão exige uma solução de urgência, entretanto o Parlamento sequer aprovou uma lei mais rigorosa para a punição desses crimes que em sua maioria ficam impunes e mesmo quando são presos ficam pouco tempo detidos e as autoridades colocam barreiras para impedir as mulheres que querem pedir ajuda.
Eu achei essa reportagem um pouco estranha e ma escrita, porem postei para que todos possam ver a visao que muitos tem do Paquistao. Nunca vi nenhum ato de violencia contra alguma mulher la, mas com certeza existem como disse acima. O que presenciei foi que eles sao cavalheiros, tratam a mulher bem, abrem porta do carro, ... sobre apedrejamento eu so vi no Afeganistao, eh muito triste, passo ate mal de ver aff
Quanto ao deformar rostos, bater, etc so li em livros e uma vez vi uma reportagem em um site sobre a Arabia Saudita.. complicado. eh um tema polemico.

19 comments:

Gori said...

Ahh eu tbm não gostei da reportagem... pelo que sei isso é minoria por lá.
Mas acontece no Afeganistão, creio que, pelo regime do taliban.
A Sharia fala sobre apedrejamentos e tal... mas nunca ouvi falar disso no pak.

Marina said...

aff Carol, não sei pq vc publica uma reportagem nada a ver e tão sem dados como essa.. Acho que só prejudica seu blog e sua credibilidade.

tenho notado que em vários dos seus últimos posts vc está fazendo uma campanha contra os muçulmanos, não sei pq, pq tenho certeza que seu noivo não seria a pessoal especial que é se tivesse sido criado de outra forma ou com outros costumes. Acho que está na hora de pararmos de ficar neste lugar comum que vc só vem ratificando, que quem usa véu é radical, que mulher q escondo o corpo é trouxa, agora que apedrejam e maltratam a mulher pq é um país muçulmano...
cuidado com as palavras, pois elas só reforçam preconceitos que vemos no dia a dia, e vc morano no Pak disse que viu coisas bem diferentes, então pra que novamente falar que é coisa de muçulmano??

é polêmico pq é preconceituoso.. claro que tem homem que trata mulher mal em todo país do mundo!! O Brasil é um horror, pode procurar notícias que vai ver, e tb aqui é a minoria que denuncia.

Eu tb morei no Egito e apesar de ouvir histórias como estas, nunca vi um homem sequer ser grosso com as mulhres.. mto pelo contrário, elas que gritam geralmente!!!

bom, estou sendo sincera com vc, tome cuidado e escreva com seu coração, o que vc viu e pensa, ficar copiando só textos de fontes que não valem nada só tiram sua credibilidade. E tb abra um pouco seu coração para aceitar os muçulmanos como eles são, lugar malhando muçulmanos já está cheio por aí, espero que seu blog não se torne mais um...

beijos e fica com Deus!

Josiane said...

Eu não ouvi falar disso no Pak tb não...
Mas não sei... o patriarcalismo esta presente em todo o mundo,mas no caso das mulheres muçulmanas é muito mais radical. As leis são fracas, mas como o mundo inteiro está se envolvendo em questões como essa,acredito que as mulheres
paquistanesas ou afegas vao acabar ganhando seu espaço e o devido respeito.
i hope... =D

Marina said...

Josiane... pq é mais radical, pode me dar um exemplo?? tenho certeza que na questão patriarcal dentro do islamismo as pessoas que verdadeiramente seguem a religião entendem os porques.. o problema é que o mundo ocidental julga sem saber....

o problema no Afeganistão é puramente político.. todos sabem que o TAleba controle inclusive o tráfico de ópio por lá, algo tb muito mais do que proibido no Islã.. mas falar que é coisa de muçulmano é fácil....

Carol by Carol said...

Nao estou fazendo campanha nenhuma, estou mostrando OS DOIS LADOS

Marina said...

bom o blog é seu, mas eu vou tomar a liberdade de meter toda vez que falarem de muçulmanos. E olha que eu nem sou xiita e desconsidero como sendo verdadeiramente muçulmano o que fazem no Paquistão, já que sigo a Sunnah.

Mas não estou vendo lado nenhum aqui, só o do preconceito. Não vi vc mostrando uma entrevista q vc mesma tenha feito com alguma muçulmana do Paquistão até agora, ou uma menina de lá por exemplo... acho que seria até legal se alguém da família do seu marido ou alguma menina q vc conhecesse por lá topasse responder algumas perguntas, aí vc pode perguntar se existe mal trato mesmo, se as mulheres não podem fazer nada ou se sentem mal com alguma coisa. Mas vai ser sempre a opinião pessoal de alguém, nunca poderá representar o todo realmente.
Não quero de forma alguma só ficar criando polêmica aqui, existem países islâmicos que não seguem nem de perto o que é o verdadeiro islamismo (aliás acho que nenhum atualmente), assim como Israel não segue o judaísmo corretamente nem o Brasil o cristianismo, por exemplo. Então não podemos denominar algo negativo como sendo "muçulmano", só pq é muçulmano no caso, pq qdo se fala de outros povos ninguém mete a religião no meio???

Carol by Carol said...

Marina, acho que voce nao leu tudo o que escrevi, leia com atencao!!
ao contrario do que vc me julgando o que eu escrevi foi totalmente difente. Meus paragrafos sao: primeiro e ultimo em italico.
Eu tenho um blog, escrevo e mostro o que quero, e minha intencao eh mostrar os dois lados do paquistao, minha opniao, afinal o blog eh meu, tenho o direito de me expressar, e cada um tem o direito de pensar o que quer.
De modo algum estou fazendo uma campanha contra os muculmanos.Repito, estou mostrando os dois lados.

Carol by Carol said...

Gori- o pak num segue a Sharia, eh por isso.

Josiane- eu concordo vi uma reportagem na cultura um dia sobre o pak, como islabamad esta moderna e como os jovens pensam, porem em vilas continua o mesmo...
Leis falham mesmo em todos paises.. fazer oq.

Marina said...

então Carol, pelo q entendi no primeiro vc disse "mas quando se fala em um pais muculmano parece que ainda existe um certo preconceito"... dá a impressão que vc quis dizer que é algo encoberto ou relacionado apenas aos muçulmanos.

eu sei que o texto não é seu, justamente por isso achei estranho vc colocar, já q tudo q vc viu do Paquistão é bem diferente disso... não é só colocar opinião de outro - sem nem saber que fonte é - por colocar, pois assim geram polêmicas desnecessárias como essa. Mas como vc disse é seu lugar de se expressar, mas como blog é normal a gente de vez em qdo ter comentários contra - eu tenho toda hora pq sei que sou radical mtas vezes eheheh.

Só falei em "campanha" pq outro dia vc falou q quem usa véu não toma sol e fica careca (nunca vi isso na minha vidaaaa, se a pessoa não tem noção e não cuida do cabelo é uma coisa, usar véu não implica em nada disso), outro dia foi a foto daquela mulher pelada que já tinha me manifestado... só isso, espero que tenha só sido coincidência mesmo e eu interpretei errado.

Ana said...

E o que explica a violencia contra meninas e mulheres no Brasil? Adolescentes presas com homens e sendo usadas como escravas sexuais, esposas espancadas, etc... eu tambem nao conheco nenhuma, mas sei que existe, entao colocar a violencia como algo religioso me intriga, pra mim violencia tem haver com a ausencia de religiao.
Ler uma resportagem como essa e acreditar que isso acontece pq eh um pais mulcumano e pura e completa ignorancia.
Bjinhoss

Carol by Carol said...

OK Marina, nunca disse CARECA, citei em geral, o mal que faz a falta de sol e ja tinha visto varias reportagens, valeu como alerta para quem quiser, inclusive pra mim que num gosto de sol, como ja avia citado tb.. sei la, cada um interpreta do jeito que quer. Com relacao ao texto nao ser meu, eu coloquei justamente por isso, pra mostrar como as pessoas pensam sobre o pak, e ao dizer ser pais muculmano eu acho, ou melhor tenho certeza que estava mostrando ao contrario com minha opniao a do texto, isso ficou mto claro.

Ana- foi justamente isso que eu estava tentando dizer, por isso comecei o post dizendo que violencia acontece em todos os lugares.. aqui em sampa nem se fala, tenho medo de sair de casa :S aff

Carol by Carol said...

a todos: Quer agente queira, quer nao queira, essa eh a imagem que as pessoas tem do paquistao e de muitos paises islamicos, coloquei posts sobre dubai mostrando como eh moderno e um exemplo para ate o Qatar, coloquei videos sobre a verdade sobre o pak aonde mostra lugares lindos, cultura e historia dos budas, taxila, forte de lahore, eh otimo.
E ha um certo tempo tenho tentado mostrado mostrar os dois lados, o lado mais tradicional e o lado moderno, o paquistao eh assim, um mix geral.
O texto sobre violencia em mulheres no paquistao, mostra a visao de uma pessoa, assim como a de muitas. Eu tenho outros temas para falar inclusive um deles eh: o que eu aprendi com os muculmanos, meus micos, primeira vez que fui ao pak, sobre as cidades e pontos turisticos, curiosidades, etc.. mas eh pra mim esta sendo um pouco dificil falar de algumas coisas pessoais no momento, queria logo voltar pra la e fazer varios videos, falar de coisas novas, no meu caderninho ha um monteee de temas, mas me falta inspiracao, entao quando estou no trabalho tenho procurado mais noticias sobre o pak e divido com voces, cappice?

Gori said...

Perai gente como assim?
Como que não tem Sharia se a sharia é um conjunto de leis islâmicas que 'regulam' a vida publica e privada dos muçulmanos em diversos aspectos?!
E a principais fontes são o Corão e a Sunnah.
O Paquistão é uma REPUBLICA ISLAMICA, portanto existe sharia.

E eu não entendi o comentário da Marina sobre seguir Sunnah e não ser xiita...
As principais fontes da 'criação' da sharia são o AlCorão e a Sunnah... para sunitas e xiitas.
A diferença é que os sunitas ainda levam em conta outras fontes.

Carol by Carol said...

falo disso num post Jules, resposta do meu amore para voce: paquistaneses sao confusos, some says it should be comunist country,others say it should be secular, sharia doens work in pakistan, sunis xiias have differnt traditions n diffents tauchts, that wont work. Sects believes with different views, .. pakistan has a constitution..rules are same, but there inst laws like thuring stones n cutting hands, like if u rob they remove ur hand like in afghanistan, here is differnt ppl go to jail. If cheat go to jail..

Mariachiquinha said...

Bom... Vamos por parte

Primeiro: A princípio, muitas pessoas possuem uma religião definida ou tem empatia por alguma, porém não costumamos em nosso dia a dia criticar seus atos de acordo com a sua religião, salvo os casos onde a religião parece sobrepor (me corrijam se a palavra não foe essa) a pessoa, como foi o caso do rabino que foi pego roubando gravatas, ou o padre que teve 3 filhos enquanto membro eclesiástico... O nome até esquecemos, confundimos, mas as suas religiões se destacam.


Acontece que, no mundo ocidental, quando o fato em questão se refere ao islam ou muçulmanos isso toma proporções gigantescas devido ao preconceito e a ignorância cultural de muitos.

Não é comum vermos reportagens de muçulmanos fazem o zakat, isso não dá ibope. Como sempre ouço piadinhas preconceituosas sobre os judeus onde parecem que todos são avaretos.

Então...
O comportamento humano não se limita a regras, nem da sociedade, nem da religião. Todo mundo sabe o que é certo e o que é errado em qualquer cultura, em qualquer credo religioso e mesmo assim erramos.

A violência é um erro grave, gravíssimo, seja contra a mulher, a criança, entre homens, com os animais e existe em qualquer lugar nesse mundo.

Mas quando se trata de um país islâmico como na reportagem, o perigo é de usarem o islam, a religião islâmica como sendo responsável por tais atos.

Marina said...

Gori, sobre os xiitas o que eu quis dizer é que não entendo bem quais são os costumes ou se tem leis diferentes, pq sou sunita.

Por exemplo, existem países xiitas em que se pratica a auto-flagelação, acho que foi aqui que vi isso, algo bem condenável do ponto de vista dos sunitas.. mas tb não sei se é cultural isso ou algo a ver com a religião para os xiitas.... eita que tá ficando complexo o negócio aqui.

Sobre a sharia: não é aplicada corretamente em nenhum país do mundo, nem mesmo na Arabia Saudita, estamos cansados de ver os desvios que fazem por lá. Eu tenho um texto mto sobre sobre sharia que explica até questão de apedrejamento e corte das mãos, acho que vou postar no meu blog.

Carol, eu entendo que vc quer colocar os pontos de vista variados e as vezes as pessoas naõ colaboram, as mulheres de lá mesmo às vezes são mto fechadas nos grupos delas e não ajudam tb a desmistificar, como fiquei 9 meses no Egito consegui algumas amizades, mas é difícil mesmo.

Sobre o texto de Dubai, eu achei tb pejorativo até pq a muçulmana retratada é uma patricinha que não liga para a religião, pq o que tem a ver ela sair de preto e abaya na rua e depois tirar uma foto toda sexy e divulgar?? sei lá, não vejo como exemplo de muçulmana tb... eheheeh tá bom, eu sou chata eu sei :-)

Mas foi que o post já gerou um bom debate :-)

Carol by Carol said...

MC- entendei pouco do que voce quis dizer hehehe, mas me lembrou de uma coisa, falar dos judeus, eu tenho um tema sobre isso.. eh polemico mas eu vou falar..sorry me aguardem que eu preciso lembrar de tudo

Marina- ah sem problema, existem muculmanos e Muculmanos, catolicos e Catolicos. O que mostra na repostagem de dubai foi uma materia escrita pela Veja, que mostra o lado mais "moderno" de la, e mostra esse exemplo da menina que morou nos EUA e que usa a Abaya somente por pressao.
EH isso o que meu Amore diz, se a mulher se sente bem de burca deixe-a usar, se nao gosta de usar que num use, porque assim como obrigar a alguem a se converter ou ser/usar algo que nao eh/nao quer so torna a pessoa "rebelde"..
Sharia: posta sim sobre a Sharia, eu vou estudar mais um pouquinho sobre isso, pq ja faz um tempo que eu queria postar, mas estava com preguica de juntar tudo hehhee

Carol by Carol said...

MC- "Mas quando se trata de um país islâmico como na reportagem, o perigo é de usarem o islam, a religião islâmica como sendo responsável por tais atos."
Quis mostrar esse lado, mas eh importante ver o que eu disse, de modo algum apoiei o texto:
-"parece que ainda existe um certo preconceito"
-"para que todos possam ver a visao que muitos tem do Paquistao"
- "que presenciei foi ..."
-"Existe Violência em todos os lugares"


Geral: Nao vejo nenhum problema em debates, acho otimo que todos participem e se expressem, contem suas opnioes.

Mariachiquinha said...

Eu também adoro quando temas nos blogs geram debates. Isso estimula a leitura, o conhecimento, a crítica, as dúvidas os questionamentos as posições... enfim, sai ganhando quem lê e/ou participar.

Followers

Blog Archive

Search This Blog

Loading...