Wednesday, 7 October 2009

Marca na testa


Vocês já ouviram falar que alguns muçulmanos tem uma marca na testa devido a posição como rezam? veja o que passou:


Certo tempo atrás, quando amore queria tirar o passporte porém seu tempo estava corrido devido ao trabalho e a mim hahauhua, ele foi até órgão responsável, porém quando chegou já estava fechado...

Como funciona no pak? Simples, pagando tudo funciona...

Ele disse que conhecia alguém lá dentro, pagou algumas boas $$$rúpias e entrou.

Lhe perguntaram:- Pra quando você quer? O prazo normal é mais de 30 dias, mas você sabe,... $ sai em 1 semana auhauhauhauhuauha

No dia de retirar o passaporte a mesma coisa, aquela fila enorme, ele chegou no guardinha, disse que ia falar com fulano de tal, $ pro guarda, $ pro moço que o ajudou...


Porém o filho do funcionário que trabalhava lá foi quem deu o contato do seu pai, e ainda mesmo depois de ter pagado o pai o filho queria mais dinheiro... disse que o pai é quem estava pedindo mais...


Pura corrupção?


Mas o que a testa tem a ver com isso?

É que ele se mostrou triste após o pedido de mais e mais dinheiro pelo funcionário, ele disse que achava que o cara era direito, que pensava que não tinha que pagar para entrar ou pela ajuda dele, quando ele pediu o favor ao seu amigo que comentou que o pai trabalhava lá, pensou que era uma ajuda, ele disse claro Irmão*..

E ao conhecer o pai dele, viu que ele tinha a marca na testa (alguém que reza muito) pensou que fosse bem religioso, honesto...


* eles sempre dizem, você é como meu irmão, bla bla parte da família, isso tudo na sua frente, porém quando você precisa de alguma coisa, a maioria vira a cara. Pra mim, esse costume de chamar de irmã0 é pura falsidade, na sua frente é tudo lindo, amizade maravilhosa. Teve um dia que eu precisei que alguém para me levar para o hospital um dia... nem sinal do povo!

4 comments:

Marina said...

Carol, se marca na testa ou barba comprida dissesse alguma coisa sobre religiosidade de alguém, tava fácil pra gente confiar nas pessoas né?

No Egito essa marca chama zebiba e é muito comum no Egito. A maioria delas é "fabricada" mesmo, ou o cara consciente ou inconscientemente força a testa no tapete mesmo ou até marca com alguma outra coisa. Puro social. Pq quem reza, não precisa ter marca na testa, pq no Alcorão não está escrito pra ninguém esfregar a cara no chão, e o movimento de oração não causa isso naturalmente. Até por isso, vc não vai ver mulheres com testa assim, pq será?? Já saiu até uma reportagem no New York Times sobre isso, alguns muçulmanso se mordem se alguém fala isso, mas eu não sou hipócrita, mto menos gosto de gente que faz isso com a religião, querendo ter coisas só pra se mostrar religioso... ódio mortallllll de quem faz isso, pois pra mim só difamam o Islam!!(pronto, falei!) eehheeh

Manahil said...

Carol,
Quem vê cara não vê coração!
quando nos prostamos em oração temos que apoiar 8 partes do nosso corpo no solo, testa,(1) ponta do nariz(1), palmas das mãos(2), joelhos (2), pontas dos pés(2),a marca na testa somente acontece se o homem põe sua testa diretamente em uma pedra, que é usual carregarem no bolso, mas não é indicativo de maior religiosidade, apenas em contato com uma pedra a pele ficará mais suscetivel a feridas e calos.Quem se prosta em tapetes, que é o mais comum, não exibe marcas, e tenho que dizer tbm que há pessoas que fazem a marca com brasa e ou batendo a cabeça na parede, somente com o intuito de se parecer religioso...Problema deles, que prestarão contas com Deus... Um muçulmano de verdade não pede propina, muito pelo contrário, faz de bom coração ao seu irmão e a quem quer que seja.

Allah Hafiz

Lidiane said...

Oi, Carol!
Tudo bem?
Sabe que ontem mesmo eu estava pensando nessa equação religiosidade e honestidade?

Sou Católica, mas não sou praticante. Mas na minha família tem praticantes, que vão a missa religiosamente e falam de Deus o tempo todo. Mas ontem mesmo estava conversando com marido sobre atos desonestos de um desses familiares, que já chegou ao cúmulo de estourar um cartão de crédito de propósito, comprando tudo que podia em lojas e depois ficar sem pagar, porque sabia que até teria o nome negativado mas depois, o nome sai da negativação e tudo fica bem. Não é péssimo isso? Vê? Nem sempre quem parece ser muito religioso é, de fato, honesto. Aff!!!

Beijos!!!

Lidiane Vasconcelos said...

Oi, Carol!
Tudo bem?
Sabe que ontem mesmo eu estava pensando nessa equação religiosidade e honestidade?

Sou Católica, mas não sou praticante. Mas na minha família tem praticantes, que vão a missa religiosamente e falam de Deus o tempo todo. Mas ontem mesmo estava conversando com marido sobre atos desonestos de um desses familiares, que já chegou ao cúmulo de estourar um cartão de crédito de propósito, comprando tudo que podia em lojas e depois ficar sem pagar, porque sabia que até teria o nome negativado mas depois, o nome sai da negativação e tudo fica bem. Não é péssimo isso? Vê? Nem sempre quem parece ser muito religioso é, de fato, honesto. Aff!!!

Beijos

Followers

Blog Archive

Search This Blog

Loading...