Thursday, 20 August 2009

Carol fala sobre Islã e Ramadã

Olá, eu vi uns vídeos bacanas no blog da Barbrinha sobre o que foi falado sobre o Islã em um programa da tarde que eu gosto, particulamente, bastante de assistir, pois sempre falar de temas abertos e sem preconceito.
http://barbrinha.wordpress.com/2009/07/02/pq-eu-tenho-amiga-chique-benhe/

Vou postar os vídeos aqui também, para que não viu ainda dar uma olhadinha, porque vale a pena, eu digo isso, porque é examente o que EU PENSO SOBRE O ISLÃ. Que prega a paz, o amor, etc, é uma pena que algumas pessoas façam mau uso da fé para pregar oposto, como matar em nome de Deus.











Uma vez minha mãe me fez ir a um culto de um grupo de protestantes, pois alguém ali estava doente.... mas eu senti que estava traindo a Deus, que aquilo não era certo. Sempre fui muito feliz com a minha religião, sou Católica, desde que nasci, sempre participei de muitos grupos ali dentro da comunidade, e isso sempre me fez bem.
Repespeito a religião do meu futuro marido, nunca pedi para que ele se convertece, mas ou contrário, exijo (hehe) que ele cumpra o que a religião dele prega, as 5 orações diárias, jejum, etc.
Já estudando o Islã, nunca senti que era algo que não era de Deus, como citei acima, se estivesse traindo a Deus, sei lá. Mas nem por isso, senti que eu devia me converter para essa religião, até porque não completou as minhas necessidades, como a minha atual religião completa. Nós decidimos educar nossos filhos (futuroooo) em ambas religiões para que eles possam escolher a que mais lhes completarar; os nomes serão muçulmanos, mas nomes comuns como existem em ambas religiões, como Maria, Daniel, Gabriel, Marina etc (próximo post será sobre nomes muçulmanos),agradando ambos.
Nào tenho problema nenhum em ir a uma mesquista, e sempre peço pra ele rezar junto comigo. Buscamos sempre a similaridade entre nossas religiões, como a virgindade de Maria, respeito a Jesus, orações, jejum, limpeza antes das orações, Moisés, Abraão etc. Há muitas coisas que as religiões se encontram, até mais que em alguns grupos de protestantes.

Durante o Ramadã, faço sempre meu jejum, assim também como a Qaresma, sendo algo que só me agrega coisa boas. (Estou citando tudo isso, para ver que podemos conciliar e haver respeito em casamentos aonde há duas religiòes fortes e predominantes com grande tradições).

Agora voltando ao vídeo, achei muito interessante, quando eles dizem se fosse alguém que matasse muita gente com uma arma seria um "maluco", se fosse um muçulmano, ele seria um "terrorista".

Eu acho, que quem não tem uma religião e pretende se casar com um muçulmano, deve sim tentar estudar o Islã e ver se te toca realmente, não somente se converter por um amor ou modinha, com eu já vi muito. (somente o amor de Deus é para sempre)

Outra parte interessante, é quando eles falam que existem maus muçulmanos, assim como maus judeos, maus católicos, etc. Tanta gente que usa a palavra de Deus para proveito próprio, reprimindo assim o direito dos outros.

Já fui a uma mesquita (em Jundiaí), e me desculpem, mas não gostei do Sheik que conversou comigo, ele foi muito machista, sabe, nossa, passou infelizmente uma imagem ruim, e naquela época eu andava muito revoltado com o Islã, das coisas que eu lia, como o livro da Sultana, Livreiro de Kabul, são coisas reais que acontecem infelizmente, como eu citei acima, por pessoas que ignoram o verdadeiro sentido do Islã.

Bom Ramadã pra todos, aproveitem, é um tempo de pensar no próximo que passa dificuldades, que não tem comida, ajudar ao próximo, rezar muito...

7 comments:

Carol by Carol said...

annaahh
me passa o link completooooooo

Jarid Arraes said...

Realmente, gente desonesta e fanática existe em todas as religiões, até mesmo naquelas que nos parecem ser o ápice da paz interior e exterior.

Não gosto de religião, apenas para fins de estudo, conhecimento, cultura. Aí sim eu amo e me afundo totalmente em livros, sites!

De vez em quando me pego defendendo o Islamismo, hahaha. Justamente por causa dessas coisas que as pessoas têm tão impregnadas na mente.

Eu não acho que a fé Islã seja o caminho que leva a Deus, mas NEM DE LONGE eu a vejo com maus olhos, muito pelo contrário. Gosto muito e fico muito feliz em ver coisas boas.

Jejuar é muito bom, faz bem pra tudo! :)

Mas, diz uma coisa, a família dele aceita que os filhos sejam criados em fé mista? Porque em vários sites de brasileiras + muslins eu vi que é obrigatório que os pais criem os filhos nos Islamismo...

Beijo!

Carol by Carol said...

quero ver eles obrigarem
nem moraremos com eles hehehe

Carol by Carol said...

quero ver eles obrigarem
nem moraremos com eles hehehe

Ursinhu da Juh =] said...

Isso ai carol voce esta certissima meu futuro marido tambem sera muculmano eu sou evnagelica e tipo nos damos suuuuper bem. Estudamos o colegial juntos e graças a DEUS O Abdu nunca sofreu com piadinhas sem graças muito pelo contrario ele sempre conquistou a amizade de todos.
é verdade que muitas pessoas tem uma visao errada sobre o isla tanto é que muitas pessoas me criticam por eu me envolver com um muculmano, mais eu nem ligo. Eles vem fla de terrorismo pra mim ate parece que a favela do rio e de muitos lugares a paz é de apreciar , intao sem argumento nem do continuidade a esses tipos de discussao com esse pessoal.
Fico muito feliz que voce esteja convicta daquilo que acreidta eu tambem me sinto assim na minha religiao isso nos basta =]
Ah e no mes do ramadam eu tambem faço o jejum acompanhando meu habibi =] afinal mantermos o contato com DEUS e agradecermos tantas bençãos devia ser algo nascido em todos os corações de todas as pessoas do mundo =]
É ISSO AIII FELIZ A NAÇÃO CUJO DEUS É O SENHOR =]
BAUM RAMADAM PRA TODAS NOS =]
fica com DEUS
bjuuu

Nina Kallas said...

Carol,

Marina é nome muçulmano, nunca vi?

Legal,rss

Carol by Carol said...

yes babe, lucky u

Followers

Blog Archive

Search This Blog

Loading...