Thursday, 5 November 2009

Cultura Estranha

Estavamos hoje, minha amiga e eu, falando sobre culturas, as aberrações que acontecem quando há um choque cultural.
Ambas que já estamos mais que acostumadas com as coisas estranhas que acontecem pra la de bagdá.. mas sempre surge algo que nos deixa boquiabertas se matando de rir.

Imagina se vocês já estão estabilizados em um outro país livreeeee da familhaça e felizes, recebem a visita da sogra e eis que ela gosta tanto que resolve ficar?
Tadinha sua sogra, carente, viúva, sem o que fazer, gamou no estilo de vida e quer ficar com vocês!!!!!!!!!!
Eu juro que surtava! sem noção 1

Detalhe, a sogra é bagunceira, não faz nada, quebra as coisas, sua casa é pequena, só você e seu maridinho, sua vida, sua rotina.... (e ninguém a convidou para morar) falta de simancol 1


Coisas bizarras da vida, é visitar os parentes à 1 da manhã, sem avisar, ou ainda quando mandam um sms ha ha ha, pra ficar, isso mesmo pra durmir/ e ou usar o seu computador
falta de simancol 2

Todos durmem juntinhos e apertadinho no chão ou se apertam mais nas camas, ninguém toma banho na casa e muito menos escovam os dentesssssss ahhhhhhh sememataaa!
Pijamas de uso pessoal são oferecidos como maior amor e pressão, cada coisa linda......
falta de simancol 3

Por que quando um bebê nasce ou a família se muda pra casa do recém ou antes a mãe volta a morar com a màe dela. Masssss eu acho isso um saco! Mania do povo ficar dando pitaco na criação do filho alheio, sem dizer nas dicas e ideias super acáicas da sogrona ou maizona né?
falta de simancol 4

Outra coisa interessante sobre bebês, que já foi citado aqui no blog, além claro da circuncisão feita nos bebês do sexo masculino muçulmanos ou judeus; e também raspar os cabelos da criança, que são considerados impuros, por terem tido contato com sangue, urina (dentro da placenta) etc, mas o que eu acho estranho é que mesmo após raspar os cabelos uma vez, eles vivem repetido isso até quando a criança já tem mais de um ano! Tadinhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, e as chiquinhas? tiarinhas ?bonezinhos?... =( nada!
Uma amiga perguntou por equívoco se a criança tinha alguma doença, ou câncer, porque tão grandinha ainda tinha a cabeça raspada, ai responderam não tem não,é porque ela á muçulmana... ah tah! ???
sem noção 2

Pintar os cabelos com Henna (mendhi) fica muito estranho, porque ficam aquelas mechas vermelhas sem nenhum tipo de sentido, umas enormes só de um lado, sem dizer nas barbas.. ha ha fica aquela coisa vermelha clara artificial. sem noção 3

Existem milhares de costumes que pra nós são muitooo estranhos, tem um post aqui no blog sobre higiene, é só procurar na parte à esquerda em labels.
Ontem estava assistindo Oprah, que mostrava as cidades mais felizes do mundo, como Dinamarca, Rio, Japão, Dubai, etc. E achei bem bizarro a casa dos dinarmaqueses, principalmente pelo banheiro, que é geramente aberto, e o "box"do chuveiro é de vidro, ou seja, totalemente transparenteeeeeeeeeeeeee.
Quem está na sala , na cozinha ou quarta, afinal é tudo junto, parece um quadrado branco, sem móveis e sem graça, ..te ve fazendo o número 2 sente o cheiro e ainda te vê peladão tomando uma ducha! credoooooooooooooooo



Cheguemos a conclusão que não há ninguém normal no mundo...
Em breve mais bizzarices
(obs: se você conhecer alguma coisa surreal nós conte)

5 comments:

Miss K. said...

Olá Carol,

Li o sua postagem sobre Cultura Estranha. Mais precisamente na parte sobre rapaspar a cabeça de uma criança muçulmana é que eu gostaria de falar.
Não sei se em outros países como Paquistão, India etc, eles costumam ficar raspando o cabelo dos bebês, o que sei é que no sétimo dia é aconselhável raspar o cabelo da criança e é Sunnah oferecer como Sadaqah (caridade) ouro, prata ou dinheiro equivalente ao peso do cabelo. Isso é apenas uma vez.

---
“Mensageiro de Deus fez o Akikah de Hassan (seu neto) e ordenou a sua filha, Fátima, para que rapasse o cabelo do recém nascido e oferecesse Sadaqah conforme o peso do cabelo, e o peso do cabelo era de um Dirham. (Tirmizi).Muhammad Baquir conta que Fátima ofereceu Sadaqah conforme o peso do cabelo dos seus fi lhos, Hassan e Hussein, e das suas fi lhas, Zainab e Umme Kulthum. (Málik)O significado de Aquiqah acima mencionado refere-se ao seu signifi cado gramatical, porém, na terminologia Islâmica refere-se ao animal que é sacrifi cado no sétimo dia após o nascimento da criança. Aisha relata que o Mensageiro de Deus recomendou-nos que sacrificássemos dois cabritos no Aquiqah do menino e um no da menina. (Tirmizi).O Mensageiro de Deus disse: “Sacrificai dois cabritos no Aquiqah do menino e um cabrito no da menina, independentemente se o animal é macho ou fêmea.” (Nassai e Abu Daud)O pai ou o responsável da educação tem o dever de efetuar o Aquiqah da criança. Se, os pais não possuem condições fi nanceiras para o Aquiqah do seu fi lho ou fi lha, este ato deixa de ser necessário para tais pessoas e elas nem devem contrair empréstimos para efetuarem o Aquiqah. O Aquiqah deve ser feito de preferência no sétimo dia após o nascimento da criança. Se não for possível nessa data, é recomendável que se faça no 14º, 21º ou 28º dia após o nascimento da criança e assim por diante, sempre em múltiplos de sete, a contar da data do nascimento.O tipo e as condições do animal para o Aquiqah são idênticos aos do Kurbani. A carne de Aquiqah pode ser distribuída (preparada ou não) ou servida aos familiares e amigos. No entanto, é aconselhável dividi-la em três partes, uma para os pobres e outras duas para amigos e familiares. Não é obrigatório oferecer toda a carne aos pobres. Ela é lícita para os pais, avós e outros familiares.”

---

Abs,

Aysha

Sengi said...

Oi Carol,
Achei o teu blog pelo da GoriWife... Também nunca vi ninguém raspar o cabelo mais de uma vez, mas é bem possível que tenha quem raspe... Tem de tudo nesse mundo né

Boa sorte no amor :)

- S, finlandesa casada c/ paquistanês

Carol by Carol said...

Miss K- obrigada pelo complemento =)
mas ja vi alguns raspando várias vezes, tadinha da menina...

Sengi- olaaaaaa vi que tinha alguem da finlandia! tenho pensando tanto na finlandia ultimamenteeeeeeeee
amei!

Kuka said...

Oi Carol,
Adorei este post, pk eu tb fico pensando o pk de certas coisas cm hena no cabelo e barba k ficam laranjas e outras coisas parecidas... às vezes fica meio difícil disfarçar a vontade de dar risada.
Sei k os hindus tb raspam a cabeça dos bebés uma vez só (por volta do 1º ano de idade)... tou já imaginando os meus mini-indianos carekinhas =D Ms o k me dá MEDOOOOO é akelas pinturas pretas (olhos,testa e axo k nos pés tb =O) k eles botam nas probrezinhas pra afastar mau olhado e tal, Deus k me livre, filho meu não vai virar membro da Família Adams ou de alguma banda gótica... Credo!!! Não sei se no Pak tb rola a mm coisa, visto as culturas terem alguma semelhança... xpero k não. Ms de facto, tadinha da menina k vc viu c o cabelinho raspado... Ninguém merece!

Muitos parabéns plo blog e espero k continue postando eternamente, adoroooo, sou fã de carteirinha.
Beijão

Samantha Costa said...

Oi Carol, adorei o post!
beijos

Followers

Blog Archive

Search This Blog

Loading...