Thursday, 26 November 2009

Hora de matar o Bode!

O tempo passou muito rápido não é?
Esse sábado já começa novamente o EID, mas o segundo EID do ano é o Eid Ul Azha, quando se celebra o sacrificio de Abraão... matando bote e repartindo...
Massssssssssssss eu não sei como eles tem estômago de criar o bichinho por uns dois dias e depois comê-lo!!!! ahhhhhhhhhhhhhhh Nunca pelo Amor de Deus me ofereçam qualquer bichinho que estava vivo a pouco tempo atrás, cru ou sangrando! Carne para mim, não pode ter cheiro ou cara de ex-bicho-vivo! aff

Esse foi o do ano passado, esse ano eles não vão comprar porque disseram que está caro heheh .. eu celebrei!


Eid ul-Adha (em árabe: عيد الأضحى, "Festa do Sacrifício") é um festival muçulmano que marca o fim do Hajj ou peregrinação a Meca. Acontece no décimo dia do último mês do calendário islâmico (Dhu al-Hijjah). É celebrado pelos muçulmanos de todo o planeta em memória da disposição do profeta Ibrahim (Abrãao) em sacrificar o seu filho Ismail conforme a vontade de Deus

Os muçulmanos acreditam que Ibrahim conversou com Deus em um sonho, e Deus disse para Ibrahim sacrificar aquilo que lhe era mais precioso e amado, e para o homem era seu filho, Ismail. Ibrahim então relatou ao seu filho a vontade de Deus, e este concordou com o sacrifício. Ambos partiram para Mina, cidade perto de Meca, onde Ismail morreria. Pelo caminho, Ibrahim foi tentado pelo demónio, que disse para desobedecer a Deus. Mas Ibrahim ignorou a tentação, colocou uma venda em seus olhos para não ver o que mais lhe fazia sofrer, e cortou a garganta de seu filho. Quando Ibrahim retirou a venda, reparou que Deus colocou ao lado do seu filho um carneiro, que foi morto em vez de Ismail.

A comemoração, que lembra o sacrifício de Ibrahim, dura até quatro dias. No primeiro dia, homens, mulheres e crianças vestem as melhores roupas que possuem e realizam o salá (a oração) numa grande congregação.

Todos os muçulmanos que possuem meios económicos devem sacrificar carneiros como forma de lembrar o acontecimento. Em alguns casos em vez de carneiros sacrificam-se bodes, bois e camelos. É condição obrigatória que o animal seja macho, adulto e saudável. A carne que resulta destes sacrifícios é distribuída por familiares, vizinhos e pobres.

Os muçulmanos que vivem em alguns países em que a legislação estabelece que os animais devam ser abatidos em matadouros ficam impossibilitados de realizar este festival da forma tradicional. Estes muçulmanos optam por fazer donativos a organizações que executam o sacrifício em seu nome e distribuem a carne entre os pobres de um país escolhido pelo doador.

Faz parte dessa comemoração, visitar amigos e familiares. Em algumas nações, por tradição cultural e não pelo Islam, algumas pessoas trocam presentes. Enquanto Eid al-Adha é sempre no mesmo dia do calendário islâmico, a data no calendário gregoriano varia de ano para ano desde que o calendário islâmico é um calendário lunar e o gregoriano é um calendário solar.
fonte: wikipedia

3 comments:

Thami said...

Hi Carol..
pensa so...td mundo mata um bichinho pra comemorar qq coisa..seja religioso ou naum..
desde o churrasco no domingo até o peru-gluglu do natal e o coelinho da pascoa...afffffe

mas eu entendo q da mais dozinha do bode pq ele tem cara de coitadinho..hahahahahha = )
se bem q esse da foto jah foi pro saco...heheheh...poor goat
Happy Eid for all muslims : )

bjos baby

Mariachiquinha said...

Eu sou totalmente contra essa históri ade matar o bode. Aliás, eu não gosto da idéia de se matar animal nenhum. O mundo será dos vegetarianos. Inshallah!!!

Manahil said...

hahahah, eu tbm tenho fotos do boi e do cordeiro que eles estão sacrificando lá hj, é triste ver os bichinhos e saber que agora eles viraram almoço :(, é vdd mesmo, pelo boi pagaram a bagatele de 40000 rupias, eu preferia gastar tudo em balas,chocolates e fazer a criançada feliz, mas tradição é tradição néh!!!!!

Followers

Blog Archive

Search This Blog

Loading...