Saturday, 7 February 2009

Meios para pessoas especiais

Oooii...Meu nome é Márcia eu sou de capão da canoa,RS...Começei a vizitar seu blog depois q conheçi meu namorado que tbm é pakistanes, estamos juntos a 4 mzs. Eu sou cadeirante então venho sempre saber das dificuldades q posso encontrar (imagine uma cadeirante no pakistão...ahaha), muita coisa ele me explica e tal mas nada como saber as coisas por uma brasileira néh...ehehe.Tentei add vc no orkut mas não consegui...ehehee. Estou na comunidade eu amo um pak, temos muitas amigas em comum se puder me add lá seria bem legal.Tudo de bom Carol, adoro suas histórias.Bjs.


Oi Márcia vou aproveitar seu comentário no blog para dizer umas palavrinhas
Em Islamabad eu me propus a reparar nisso, porque na primeira vez que eu fui nem tinha me tocado.
Então percebi que há meios para pessoas especiais, pelo menos na capital, nas calçadas existem rebaixamento para cadeirantes, e as pessoas respeitam bastante. Mas é claro que já é complicado você estar em um país diferente, ainda mais quando necessitamos de algo a mais.
Já as lojas não vi acesso especial. São poucos os lugares que oferecem.
Muitas senhoras são caderantes, e o acontecem é que geralmente as mulheres permanecem no carro enquanto os homens compram as coisas ou até mesmo comida.

O que eu nunca vi foi algum outro tipo de deficiente, como sindrome de down ou outros. Eu achei estranho e até cheguei a perguntar para ele se eles matavam essas crianças. Ele disse que não que isso era um crime, mas que geralmente as pessoas com necessidades especiais ficavam em casa :S
Não existem escolas especiais ou algo do tipo.

Inclusive tem esse filme maravilhoso (sem drama asiático) chamado BLACK
foi gravado na Inglaterra e é super emocionante, recomendo sem restrições.

(fonte wikipedia)Black revolves around a blind, deaf and mute girl, and her relationship with her teacher who himself later suffers from Alzheimer's disease. The first half of the film is an adaptation of Helen Keller's autobiography The Story of My Life.
The film was screened at the
Casablanca Film Festival and the International Film Festival of India. It won the National Film Award for Best Feature Film in Hindi and eleven Filmfare Awards. Time Magazine (Europe) selected the film as one of the 10 Best Movies of the Year 2005 from across the globe. The movie was positioned at number five.Indiatimes Movies ranks the movie amongst the Top 25 Must See Bollywood Films.

Não consegui colocar o link, vejam aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=-6VgqE9M5L0

5 comments:

Aline said...

Prazer Carol,

Sou de São Paulo, mas moro em Recife há quase 2 meses. Vim morar aqui por causa do meu amor. Achei seu blog através do blog da libanesa, na verdade era outro blog se não me engano. Eu e o marido estamos torcendo por vc pq sabemos como a distância é cruel quando a gente ama. muita sorte. Adoramos seu blog e suas histórias, é muito bom essa sua generosidade em dividir essas experiências com pessoas q vc nem sabe quem são. Sinto-me grata.

beijos

Márcinha said...
This comment has been removed by the author.
Márcinha said...

Carol obrigada pelo carinho de comentar sobre isso...então néh, realmente as dificuldade de simplesmente estar em um país diferente ja conta muito, se para "andantes" ja se encontra bastante dificuldade imagine para "cadeirantes" ahahah. Graças a Deus eu sou super independente mas mesmo assim néh...Eu nunca me importei de ir a lugares q não são acessiveis pois ja estou acostumada e isso sempre se dá um jeitinho...(Aaaff estou na cadeira a 4 anos e na minha cidade nada é acessivel, lojas, mercados, bares tudo tem um enorme degrau ou escadas, sem comentar nas ruas e calçadas nossa é uma luta...ahaha.) Mas na realidade o q é ruim é o preconçeito das pessoas, esse sim é o meu medo lá.
Quando o Israr me add no orkut logo começamos a conversar e tal e no msn eu achei estranho e muito engraçado quando ele comentou q nunca tinha visto uma girl em cadeira de rodas, q la não era normal encontrar nos lugares e foi onde começou as perguntas da parte dele de curiosidades q todos sempre querem saber...ahaha.
Mas oq eu achei interessante é q ele não teve preconçeito e mesmo sabendo q eu sou cadeirante ele se declarou para mim e sempre fala q quer muito eu ao lado dele, achei lindo pois eu sempre achei q lá o preconceito seria maior, pq todos nós sabemos q o preconçeito existe e ta longe de acabar néh...No brasil é assim, então logo pensei, imagine la no pakis :-).
Nos conhecemos a um bom tempo mas só a 4 mzs ele se declarou e resolvemos passar de amigos para algo mais, no começo eu tinha medo por causa da situação mas agora ele me passa muita segurança, muita coisa positiva então ta bem legal.
Como ele sempre fala..."Eu amo vc pela pessoa q vc é, o fato de vc não caminhar não muda em nada oq eu sinto e oq eu quero..."
Bommmm...Se for a vontade de Deus néh, tudo dará certo, não importa como, onde e quando...Tudo dará certo.
Mais uma vz agradeço o carinho.
E quando tiver mais informações estou sempre aqui :-).

Obs: Meu comentário quase q vira um livro...ahaha.

Bjsss.

Carol by Carol said...

ALine- obrigadaaaaa te desejo toda a sorte também! beijosss

Márcinha- Adorei seu testemunho, parabéns pela preseveção! Eles são muito fofos, e tenho certeza que aqui há mais preconceito que da parte deles, creio que eles tenham muito respeito. Boa sorte, beijos

Márcinha said...
This comment has been removed by the author.

Followers

Blog Archive

Search This Blog

Loading...